Jogo Perigoso – Crítica do filme

By on 21 de fevereiro de 2018

Jogo perigoso é baseado no livro homônimo de Stephen King, e basicamente todo conto dele deve ter um filme, e esse é um dos melhores. É basicamente muito difícil passar as emoções de um livro para um filme mas nesse caso conseguem com perfeição.

Jogo perigoso

O filme foi feito pela Netflix, e conta a história de um casal que resolve passar férias em uma casa isolada afim de melhorar sua relação, Gerald resolve fazer uma ”surpresa” para a esposa levando algemas reais e algemá-la para esquentar as coisas.
O que não imaginaram é que após uma briga Gerald enfartaria na cama, e ela teria que passar tempos algemada naquela cama, no meio do nada. (Calma, não é spoiler, tem tudo isso no trailer.)
O filme mostra fielmente passando para o espectador as emoções de Jess, a esposa, naquele tempo na cama.

O filme é sufocante, e te faz entrar na história, você sente o pânico do personagem e torce para as coisas acontecerem, o enredo não é cansativo e foi bem planejado.

Um filme que assisti pensando que não seria tudo isso e me surpreendeu muito, um dos melhores do ano.

Crítica Final:

  • História e roteiro
  • Qualidade técnica
  • Direção
  • Desempenho do Elenco
4

Resumo

Uma releitura fiel de uma obra de Stephen King, altamente recomendável, claustrofóbica e incrível.

Comentários

Comentários



Gostou? Então Compartilhe o conhecimento :)