Krampus O Relato

Krampus O Relato

Por em 21 de dezembro de 2017

Meu nome é Gabrielly(nome fictício) e Eu tinha 5 anos quando eu o vi pela primeira vez, eu era basicamente uma criança atentada, eu gostava de bater em animais, quebrar janelas e telhados, minha mãe sempre me avisava que se eu fosse uma menina muito levada o “papai Noel” não viria me visitar, e deixar meus presentes, porém ela não me avisou que outro ser viria no lugar dele. Mesmo com a minha mãe me avisando eu nunca dei muita bola, já estava perto do natal, essa era a época de que eu me comportava, porém no dia 22/12/1997 eu decidi continuar sendo atentada, eu não queria presentes e muito menos um velho babão na minha casa… Então fui a pior criança do natal, bom foi isso que minha mãe disse q eu era. Já era dia 24, o dia amanheceu nublado, e eu amanheci de mal humor, pra variar. Minha mãe chegou em meu quarto cheia de gracinha, fazendo brincadeirinhas é com aqueles apelidinhos que eu odiava.

Quando ela veio me abraçar eu me esquivei e sai da cama, ela tentando brincar comigo, teve uma atitude que causou uma reação que eu me arrependo, ela jogou o meu travesseiro em minhas costas, eu como era magra praticamente pele é osso, cai no chão e quebrei os 3 dentes da frente eram dentes de leite então ela não se preocupou muito, eu me levantei com um ódio tremendo, minha mãe veio ao meu encontro, na hora q ela chegou perto eu dei um tapa na cara dela. Naquele dia eu levei uma surra que nunca me esqueci, porém valeu a pena, dei um tapa no rosto daquela maldita, não deve ter doido muito pois uma criança de 5 anos não tem muita força. Em fim eu já estava com as costas marcadas, fui para o banho a água ardia muito, quando eu já estava na mesa para a ceia de natal, minha mãe começou a oração e eu falei a única palavra que eu tinha aprendido desde criança, no meio da oração eu comecei a gritar, Demônio demônio demônio, minha mãe não pensou duas vezes e me deu um tapa na boca tão forte q meus dentes quebrados voltaram a sangrar, eu me retirei da mesa e fui para o meu quarto, de lá de cima eu ouvir minha mãe gritar só aguarde o Krampus vem te visitar, eu nem liguei e fui dormir.

Quando já era umas 03:45 eu ouvi um barulho na sala, sai de minha cama e fui correndo, achando eu que iria ver o papai Noel, quando eu chego na escada eu vejo uma sombra terrível e imensa, eu só conseguia falar demônio, o ser se virou de encontro a mim, quando ele me olhou minhas pernas ficaram dormentes, eu cai da escada só parei quando eu bati nas penas do horrível ser, ele se agachou e me ergueu com dois dedos, e falou baixo no meu ouvido. Deveria ouvir mais sua mãe, sua voz parecia um trovam é seu hálito era de peixe, ele tinha pelos no corpo e dois chifres, não avia pelo no seu rosto seus dentes eram horrivelmente assustadores.

Eu amanheci jogada no chão da sala, minhas 2 pernas estavam quebradas, meus pais não acreditaram em meu relato, eles falaram eu eu era sonâmbula, acredite em mim Isaque acredite em mim, por favor compartilhe meu relato para que outras pessoas fiquem alertas, pois o Krampus existe. Hoje já tenho minha família com 2 meninas e 1 menino, e minha mãe faleceu de câncer, meu pai sumiu e eu nunca mais o vi, eu sempre aconselho meus filhos a serem crianças boas Pois existem um demônio que vem nós visitar nas noites de natal. Agradeceria se mudasse meu nome na hora de postar.

Esse relato foi passa do para mim por um perfil na comunidade amino ( investigadores paranormais )

Esse perfil foi excluído logo em seguida, nunca mais consegui contatar essa garota, porem como prometido eu não irei divulgar seu nome. 

Gostou desse artigo ? então compartilhe com seus amigos ! e não se esqueça de curtir nossa pagina no Facebook .

Nos siga nas redes sociais:

Nosso perfil no Amino: Clã do Terror

Perfil no Instagram: Clã do Terror

Related Post

Comentários

Comentários

Conheça o canal do Clã do Terror no YouTube.

Gostou? Então Compartilhe o conhecimento :)