Meu Anjo – CreepypastaBr – Shadow Author #8

Meu Anjo – CreepypastaBr – Shadow Author #8

Por em 23 de julho de 2017

Eu apenas o observava de longe. Eu era muito tímida para chegar até ele e dizer apenas um oi. Eu era uma ignorada, por que ele daria bola pra mim?

Se bem que… ele também era sozinho.

Ele ajudava todo mundo e de todas as formas possíveis. Nunca deixava ninguém na mão. Como alguém assim é tão sozinho?

━━━━━━◇◈◇━━━━━━

Na adolescência foi mais difícil. Os outros garotos o chamavam de gay e batiam nele. Batiam tanto, que já o fizeram sangrar. Eles se achavam por ter várias mulheres querendo eles e por causa do seus corpos fortes.

Um dia, eu estava voltando a pé para casa de noite e estava chovendo bastante. Eu vi ele na porta da casa de uma menina da nossa escola. Ele estava com uma flor nas mãos. A mais bonita que eu já vi na vida. Eu ouvi ela gritar para ele e fechar a porta com tanta força que parecia que a porta ia quebrar.

Ele foi até a beira da calçada e se sentou, olhando para a rua. Ele se encolheu e começou a chorar. Eu fui silenciosamente até ele e o cobri com o guarda-chuva. Eu dei um sorriso de canto, para parecer mais simpática. Ele sorriu. O sorriso mais lindo que já vi. Se bem que eu não vi muitos…

Ele se levantou e eu fui com ele até a casa dele. Antes de entrar, ele acenou pra mim com um sorriso.

-Obrigado.

Eu acenei com a cabeça e fui pra casa.

No dia seguinte, ele sentou comigo no recreio.

-Obrigado por me ajudar ontem.

Eu fingi que não o via.

-Por que você é assim?

-Assim como?

-Você é tão sozinha. Sempre se isola…

-É que… as pessoas são tão… fúteis.

-Como assim?

-Elas sempre querem mostrar que estão felizes e que está tudo bem. Mostrar que elas tem o que elas querem. Mas é tudo mentira.

-E… O que isso tem a ver?

-Se for pra fingir ser feliz com os outros, prefiro ser eu mesma sozinha.

Ele ficou de cabeça baixa, olhando pro sanduiche em sua mão. Ele viu que eu não estava comendo, e partiu seu lanche e me deu um pedaço. Eu perguntei:

-Como você consegue?

-Consigo o quê?

– Você é sempre tão bom com as pessoas. E elas sempre te tratam mal, te ignorando, te batendo, te fazendo sofrer. E você está sempre sorrindo. Como?

– Apesar de tudo, mesmo que eles não gostem, eu sei que estou fazendo o bem e o que é serto. E isso me deixa feliz.

Eu nunca ouvi algo tão sincero. Eu sei o que é falsidade e isso, definitivamente não era.

Desde aquele dia, a gente começou a andar junto. Ele é o meu primeiro amigo.

Eu via as pessoas incomodadas ao ver que eu e ele andavamos juntos. Elas faziam cara de nojo. Mas eu não me importava, muito menos ele.

━━━━━━◇◈◇━━━━━━

Depois de alguns meses, ele me pediu em namoro. Eu imaginava que, se isso acontecesse comigo, eu recusaria. Mas ele me faz feliz de uma forma tão… tão… espontânea! Ele realmente me faz feliz. Ele é sincero e divertido. Só ele consegue me fazer sorrir de verdade. Eu aceitei o pedido. Nossos lábios se tocaram pela primeira vez e nossas mãos se tocaram como nunca tinham antes.

Depois de alguns anos e mais alguns meses, começamos a morar juntos, só nós dois. Ele me pediu em casamento, mas eu não quis. Sempre achei que tudo acaba depois do casamento, e eu não queria que isso acabasse. Ele sabe que eu realmente o amo e que eu não tenho vergonha dele. Eu só não queria casar, e ele entendeu perfeitamente.

Pensa em uma pessoa perfeita. Aquela que é sincera; que te faz feliz de verdade; que, mesmo sendo completamente diferente de você, ela te entende perfeitamente. Essa pessoa era ele.

Nos momentos que eu ficava sozinha, eu pensava nisso. Ele é tão bom, tão doce, tão puro. Ele me faz acreditar que ainda existe bondade nesse mundo. Ainda existe, mas ele é o único e último resquício dela.

Mesmo eu, que nunca fumei, bebi, roubei, matei, nem fiz mal nenhum para ninguém… Nem eu mereço tanta perfeição na minha vida.

Apesar de amá-lo, eu sentia que não o merecia. Ele era muito bom e puro e eu precisava protegê-lo do mundo. Mas eu sei que eu falharia. Eu não sou forte o suficiente para isso. Alguma hora ele seria contaminado.

Desculpa meu amor. Mas você não pode ficar aqui. Você é bom demais pra esse mundo. Esse mundo não, esse inferno. As pessoas nunca serão verdadeiramente felizes. Você não vai conseguir cumprir sua missão.

Mas nada foi em vão. Você me fez muito feliz. Ninguém em toda a história da Terra vai ser mais feliz do que eu fui. Sim. Eu vou embora. Mas não quero que você chore quando eu for. Por isso, você vai primeiro.

O lugar dos anjos é no céu. E acho que só eu posso te mandar de volta para lá.

Infelizmente, acho que nunca mais vamos nos ver novamente. Os demônios tem que pagar pelos seus pecados em outro lugar, e o meu será um muito grave.

◆━━━━━━◆❃◆━━━━━━◆

Escrito por MARI TAKAHASHI
Pela comunidade CreepypastaBr

Mari Takahashi

◆━━━━━━◆❃◆━━━━━━◆

Aproveite também e inscreva-se em nosso canal! 🙂

Perfil no Gooogle+: Clã do Terror

Perfil no Instagram: Clã do Terror

Perfil no Pinterest: Clã do Terror

Perfil no Tumblr: Clã do Terror

Related Post

Comentários

Comentários

Conheça o canal do Clã do Terror no YouTube.

Gostou? Então Compartilhe o conhecimento :)